É o programador/webdesigner um espião?

Este é mais um post imenso e sem imagens (e chato).

Estes dias ouvi, acho que num destes desenhos animados num destes programas infantis matinais num destes canais populares da televisão aberta, que o espião é suas ferramentas.

O que seria de James Bond sem seus acessórios? Seria só mais uma pessoa comum. Com habilidades incríveis, mas ainda sim uma pessoa comum. Sem relógio com raio laser, sem carros invisíveis.

Então pensei: será que o programador é como um espião, ou seja, é só o que suas ferramentas possibilitam que seja?

Nunca escondi neste blog o fato de eu seu um péssimo programador. Não, não tenho pretensões de ser um hacker (hacker no sentido de um programador muito habilidoso).

Esta questão me surgiu já há algum tempo, mas hoje surgiu um fato que me fez ter mais vontade de escrever.

Um colega meu me veio me questionando se valerá a pena fazer um curso de webdesigner que ele se matriculou. Eu, antes de ver a grade do curso, lhe disse com estas palavras (registradas no log do meu programa de mensagens instantâneas):
 
Leandro
10:14 » Então
10:14 »  :-)
10:15 » Este curso é onde?

ЯΟβ§OИ
10:15 » no microingá

Leandro
10:15 » Qual o tempo de duração?
10:15 » Hum…
 
ЯΟβ§OИ
10:15 » 1 ano e 4 meses
 
Leandro
10:16 » Hum…
10:16 » Então
10:16 » Se você se interessa, e acha que vale a pena. faça
 
ЯΟβ§OИ
10:16 » acho que vale sim

Leandro
10:17 » Só não faça tendo só em mente que vai fazer pra ganhar dinheiro

ЯΟβ§OИ
10:17 » pel oque conversei com a mulher do curso
 
Leandro
10:17 » Se for, não vai dar certo
 
ЯΟβ§OИ
10:17 » ahn isso eu sei
 
Leandro
10:18 » Então
10:19 » Você já fez uma aula de testes ou coisa do tipo?
 
ЯΟβ§OИ
10:20 » ainda nao
 
Leandro
10:20 » Então
10:20 » Pede pra fazer uma aula de teste pra ver
10:20 » Vê se é realmente um curso de webdesigner
10:20 » Se for um curso de Dreamweaver, fuja
 
ЯΟβ§OИ
10:21 » qual é a diferencia ?

Leandro
10:21 » Tem muita empresa que oferece cursos de uma determinada ferramenta, mas
10:21 » Ah sim
10:21 » Dreamweraver é uma ferramenta
10:21 » É a mesma coisa que ensinar a mexer no photoshop e lhe dizer que é um curso de edição de imagens
10:21 » Pq não é
 
ЯΟβ§OИ
10:22 » ahn
10:22 » vichi cara
10:22 » serio

Leandro
10:22 » Web é uma coisa independente de ferramenta
10:22 » E quem está aprendendo deve saber disso
 
ЯΟβ§OИ
10:22 » entao da uma olhada no

Leandro
10:22 » Depois você escolhe que ferramenta usar
 
ЯΟβ§OИ
10:22 » na grade do curso
 
Página com a grade do Curso:

A internet revolucionou a comunicação entre os seres humanos. Tudo ficou mais próximo e as informações mais ágeis. No comércio eletrônico os negócios são feitos em tempo real proporcionando maior movimentação na indústria e serviços. Em contrapartida o número de pessoas qualificadas para criar e administrar sites, gerenciar páginas e atualizar sistemas, não acompanhou a agilidade deste mercado.

Aprenda a projetar, desenvolver e administrar Web Sites para internet e Intranet

Windows – Sistema Operacional com interface gráfica, permite ao usuário várias utilizações.

HTML – É uma linguagem de formatação que permite aos usuários criar sites na internet.

Internet – Ftp, Hospedagem, Provedores, tipos de endereços e etc…

Corel Draw – Programa que permite a criação de desenhos, logomarcas, cartazes, folhetos, cartões de visita, artes gráficas e layout para as páginas de internet.

PhotoShop – Apontado como o melhor programa para tratamento de imagens, montagens e manipulações de imagens em geral. Também possibilita ao usuário criar inúmeros efeitos visuais a serem aplicados em fotos, textos, texturas e etc…

FireWorks – Tem como objetivo a criação de imagens para Web, tais como figuras com transparências e banners animados, além de recursos adicionais em javascript.

DreamWeaver – Programa para desenvolver sites avançados, possui interfaces amigáveis, práticas e de fácil acesso. Considerado o melhor programa para aplicar os conteúdos aprendidos durante o curso.

Flash – Programa utilizado para criação de sites com gráficos e animações, possibilitando inserir efeitos sonoros ou musicais .

Projeto – Junta-se aqui, todo o conhecimento adquirido ao longo do curso para a criação de um WebSite.

Continuando a conversa:

Leandro
10:29 » Na minha opinião o conteúdo do curso é muito limitado
 
ЯΟβ§OИ
10:29 » ah é
10:29 » vichi
10:29 » sera que vai ser bom entoa
 
Leandro
10:29 » Então, não sei
10:30 » Quais são as tecnologias utilizadas na web?
10:30 » (x)html, javascript e css
10:30 » Estas são coisas independente de ferramentas
10:30 » Você pode fazer usando o notepad
10:30 » Coisas como criar imagens para web são só um auxilio
10:31 » Você tem que ter o conceito
10:31 » Não uma ferramenta, como o photoshop
 
ЯΟβ§OИ
10:31 » é por isso que é barato entao

Leandro
10:31 » Talvez
10:31 » Mas depois sairá bem caro pra você
 
ЯΟβ§OИ
10:31 » vichi

Leandro
10:31 » Pq você precisará comprar todas as ferramentas que lhe foram ensinadas
10:31 » Que dará mais de R$ 3000
10:32 » Bem mais que isso

Sei que Web Designer não é programação, mas pretendo chegar lá, já que, de certa forma, é bom ter uma base de programação para ser um webdesigner.

Deixo claro que eu NÂO SOU e nem me considero um webdesigner. Na verdade nem sei o que é isso. Mas sei o que NÂO é.

Frequentemente vejo por aí cursos de Dreamweaver vendidos como cursos de WebDesigner. Partem do princípio de que, a partir do momento em que uma pessoa consegue criar uma página ou um site, ela se torna Web Designer.

Uma pessoa comum com um relógio 007 pode até fazer o mesmo trabalho que um James Bond (só não sei se terá a sua disposição as mesmas mulheres :-)).

Talvez uma prova seja o site da empresa que ofereceu o curso ao meu amigo:

http://www.microinga.com.br/

Eu tenho uma péssima mania de olhar o código-fonte das páginas que acesso. Assim como de abrir estas canetas promocionais “de apertar” assim que ganho uma. São sempre iguais por dentro, mas a mania não passa. Já páginas Web não são sempre iguais, e por meio de seu código-fonte é possível saber um pouco sobre quem a fez.

Olhando o código-fonte do site acima percebe-se que a pessoa usou alguma ferramenta de geração automática de HTML a partir de elementos visuais.

Não há definição de DOCTYPE, estilos misturados no elemento ou numa tag style solta ou em outro arquivo, tabelas para definir layout e outras coisas do gênero que fariam com que qualquer webdesigner fique de cabelo em pé. Eu, que não sou, fico. Há ainda aqueles sites que usam e abusam de frames! Meu amigo imaginário, como tenho aversão à frames em HTML!

Não vou mentir. É difícil ensinar alguma coisa sem se fixar numa determinada ferramenta. Ano passado eu dei um curso de informática denominado “Melhor Idade e o mundo Digital”, oferecido pelo departamento da minha faculdade para a comunidade, com foco nas pessoas na “melhor idade”. É gratificante ensinar uma senhora de 70 anos a acessar a Internet. Mesmo sabendo ser uma tarefa mais complicada que ensinar uma criança ou um adolescente.

E havia um problema a mais: no laboratório onde ocorriam as aulas, só tinhamos computadores com Linux (Debian) instalado, e a maioria dos alunos (todos) usavam Windows em casa. Eu queria que o curso não fosse um “Curso de Windows ou Linux”, mas um curso de Informática. Foquei o conteúdo nos conceitos comuns à todas as Interfaces gráficas: menus, janelas, pastas, arquivos, botões, barras, etc. Acredito ter lhes ensinado o que é e para que serve um menu, e não que para desligar o computador é necessário clicar no Menu Iniciar.

No fim nem todos absorveram 100% o conteúdo, mas percebi que avançaram muito em relação ao início do curso. Já acessavam a Internet, conversavam pelo MSN, editavam textos e enviavam por e-mail e etc.

O que acontece quando você se fixa numa só ferramenta ou programa? Bem, no caso de um webdesigner (dizem que há muita diferença entre desenvolvedor web e webdesigner) você só sabe criar alguma coisa se for com a ferramenta que aprendeu. Você passa a não saber para que serve um determinado trecho de código que o programa criou, só sabe que funciona (e no Internet Exploer 6! hauahuahua). Você quase sempre não consegue iniciar um novo projeto se não tiver a tal (ou tais) ferramentas à mão. Enfim, você vira um espião.

É claro que existem espiões que, quando presos numa ilha deserta pelo vilão da história, completamente sem seus acessórios, consegue criar uma lança-dardos com folhas de bananeira e uma catapulta com coco-verde. Este sim é o verdadeiro programador ao meu ver.

Não estou dizendo que os acessórios sejam ruins. Talvez os maiores webdesigners do mundo usam o DreamWeaver e o PhotoShop para criarem. Mas neste caso são pessoas experientes que perceberam que estas ferramentas são as melhores para o seu trabalho em particular. A ferramenta para eles passa a ser só um meio e não um fim.

No caso do curso do meu colega, colocar nomes de programas já conhecidos ajuda a impressionar aqueles que iniciarão o curso. Aprender a usar o Corel Draw para criar logotipos? Usar o PhotoShop para criar imagens? Porque não criar logotipos com o auxílio do Corel Draw? Porque não criar imagens e banners com o auxílio do PhotoShop?

Flash? Deste nem falo pois quem me conhece sabe a aversão que tenho ao Flash, principalmente para a criação de pequenos banners. (o site do curso acima têm vários destas animações inúteis).

Como é o que é ensinado nos cursos, a cultura do DreamWeaver e do Flash vai sendo transmitida de geração à geração fazendo as pessoas acreditarem que são a coisa certa por serem muito utilizadas. Não vi nada sobre padrões Web, W3c e coisas do tipo na grade do curso. E nem poderia haver, já que o próprio site não segue padrão algum. Talvez o padrão Internet Explorer :-)

Há também a questão citada na conversa: Muito bem. O cara termina um curso deste. Já é um webdesigner. Vai pro mercado de trabalho. Se for trabalhar numa empresa, tudo bem, usa os softwares da empresa. Mas e se for trabalhar como “autônomo” (nossa, ainda existe esta palavra?)? 

Adobe Photoshop: US$ 258,00
Adobe Fireworks: US$ 299,00
Adobe Flash: US$ 258,00
Adobe DreamWeaver: US$ 399,00
Corel Draw: R$ 1599,00 (PQP, PQP, PQP, PQP!!!!!!!)

Tudo isso, depois de convertido para dinheiro brasileiro com o dólar a R$ 1,85: R$ 3844,90

Nossa, pagar R$ 3844,90 para ser WebDesigner por um ano é complicado (sim, ainda têm as atualizações de versões).

Nem incluí o preço do Windows na conta, pois considero que o aluno já tenha o Windows instalado em seu computador.

Mas e o programador?

Vejo por aí também muitos cursos de programação que te ensinam simplesmente a usar uma determinada ferramenta. E é claro que se quase sempre uma ferramenta proprietária, já que as proprietárias normalmente são as melhores do mercado. Procure no histórico deste blog e verá que eu tenho uma certa cisma com estas ferramentas.

Novamente há a questão do preço, mas, como no caso acima, ninguém paga milhares de reais por estas ferramentas. Ali na esquina da Av. Brasil com a Av. Herval fica menos de R$ 50,00 o pacote completo. A suíte, por assim dizer.

Um programador Delphi, por exemplo, quando num computador que não tem o Delphi instalado, simplesmente não têm o que fazer. E olha que às vezes o computador até tem, mas não é a versão que ele se acostumou a utilizar.

O mesmo vale para 90% (é claro que é um chute) das linguagens proprietárias, inclusive as voltadas para Web. Uma delas, utilizada por um colega de projeto, é o CodeCharge Studio, uma IDE para desenvolvimento para a Web. Nem é preciso saber nada de HTML ou Javascript para programar nesta ferramenta. Preço? R$ 984,00.

Os sistemas/site Web que cria? Horríveis, inacessíveis e fora de qualquer padrão Web. Mas faz. Você usa o relógio do James Bond e vira um desenvolvedor para Web/Designer.

“Pô meu, mas você só sabe reclamar? Quero ver você fazer ou mostrar algo melhor!”

Pois é, eu sou bom em reclamar, mas péssimo em fazer.

Em se tratando para desenvolmento para Web, digo que você pode utilizar as ferramentas que quiser. Mas saiba porque está usando. Isto garantirá que você consiga trabalhar em qualquer ferramenta. Eu mesmo uso para programar em PHP/CSS/HTML/JavaScript o famoso editor de textos Vim. Tô fazendo uma piada? Não! Ele me atende muito bem. Mas às vezes uso algo mais complexo e poderoso para a tarefa, como o Quanta Plus. Mas já brinquei com o Kompozer, programa estilo Dreamweaver, mas muito mais limitado. E o melhor é conseguir com que todas estas ferramentas conversem entre vi. Ou seja, um documento escrito no Vim deve obrigatoriamente funcionar no Quanta e no Kompozer.

Ah sim, esqueci de dizer. Sou um péssimo programador/webdesigner mas não paguei nada por ferramenta alguma :-) As que eu citei acima são de graça e livres. Todas, com exceção do Quanta, são multiplataforma. Se você quiser, consegue até rodar o Quanta no Windows. Mas dá um pouco mais de trabalho.

Em se tratando de linguagens de programação, há várias delas, quase sempre com um poder igual ou superior às linguagens baseadas numa ferramenta específica. Gosta de programar em Python? Use combinações de ferramentas como editores de texto Eric4, Vim,, Emacs, Qt Designer, Glade, e etc. O mesmo vale para Qt/C++, onde há boas IDEs como o KDevelop, QT-Creator, MonkeyStudio, QDevelop, dentre outros. Para Gtk+ existe o Anjuta. Se você pegar coisas como Eclipse e Netbeans terá à sua disposição tudo que precisa para desenvolver em praticamente qualquer linguagem existente, inclusive para Web.

Mais parecido com Delphi? Há uma boa solução integrada chamada Lazarus, mas se você não quiser pode utilizar uma combinação de um editor de textos qualquer com o compilador Free Pascal, mas neste caso não terá disponível a edição gráfica de interfaces.

Uso também o navegador Firefox com algumas extensões para validar e testar meus layouts e código em páginas Web. E procuro fazer tudo dentro dos padrões da W3c.

De maneira alguma estou dizendo que o jeito que faço é melhor do que o jeito que você faz. É que nunca fui muito fã de filmes de espiões. Muitos clichês, sabe?

Ao meu ver quando nos vemos diante de um novo curso, uma nova tecnologia de interesse ou coisa do tipo, devemos ter em mente sermos capazes de escolher, dentre as ferramentas disponíveis, as que eu preciso e tenho condições de ter para realizar os objetivos, e não ter a ferramenta em si como objetivo.

Conheço ótimos webdesigners que utilizam somente ferramentas livres para criar. E nem por isso a qualidade de seus trabalhos é menor. E, quase sempre, eles conseguem trabalhar com qualquer ferramenta que tenham em mãos. E o mesmo vale para muitos programadores aí que se viram tão bem num Eclipse quando num Vim ou Emacs.

Se você chegou ao final deste texto, parabéns. Poucos conseguem :-)

Anúncios

4 Comments

  1. Richard
    Posted fevereiro 4, 2010 at 11:10 | Permalink

    Concordo com tudo que você escreveu, programador bom é aquele que é independente de qualquer ferramente. Parabéns.

  2. Posted março 27, 2010 at 16:15 | Permalink

    Apesar do ínicio bem lento, o texto ficou acima da média em suas conclusões, parabenizo pelas exceletens reflexões.

  3. Ivox
    Posted setembro 26, 2010 at 16:26 | Permalink

    òtima matéria, valeu ter lido até o fim.
    Sucesso em tudo, abraço !

  4. Posted outubro 31, 2010 at 13:21 | Permalink

    legal.
    estou começando na area de web e
    na minha opinao é muito ais satisfatorio usar um editor de texte do que uma ferramenta para
    criar paginas web
    .

    valew

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: