De volta ao bom e velho KDE

Eu, usuário do KDE3 do início de 2005 até final de 2008, parti para o Xfce/E17/GNOME após a caca que foi o início do KDE4, tento voltar a usar este ambiente, mas em versão 4.3, agora realmente parecendo querer mostrar a que veio.

A distribuição usada foi o Ubuntu (ou Kubuntu?) Karmic.

Uma coisa que não gostei foi o estilo Oxygen, muito espaçoso para a não-tão-grande tela do meu notebook. Por isso estou usando o maravilhoso Bespin.

E outra coisa que está ajudando é o driver proprietário da ATI, que finalmente parece estar tomando um bom rumo e querendo funcionar bem, já que tentativas anteriores resultavam em péssimo desempenho do vídeo e travamentos constantes. Já o driver OpenSource não é suportado para o vídeo deste notebook, só me restando esperar ou colocar a mão na massa. Por agora é melhor esperar :-)

Ah sim, e lá vai a captura de tela obrigatória:

Depois de uns problemas iniciais, principalmente relacionado ao pulseaudio (aptitude remove pulseaudio nele!), a coisa parece estar funcionando muito bem. Detalhe para a lista de janelas ao estilo Windows 7/Dock. Achei-a muito mais interessante do que a barra normal, que ocupa espaço demais. Há dois painéis, um na parte inferior e outro na superior, ambos permanecendo ocultos, permitindo que todas as janelas ocupem toda a tela. Sim, é difícil se acostumar à 14′ quando passou boa parte do tempo usando 19′. 14′ é sofrível. Tenho que arrumar um monitor extra.

Ps: Sim, eu gostei muito deste papel de parece de flor. Se tem alguma coisa contra, vem encarar. hauahauh

7 Comments

  1. Ricardo
    Posted janeiro 12, 2010 at 22:53 | Permalink

    Como vc deixou a lista de janelas estilo windows 7?

  2. Posted janeiro 13, 2010 at 11:10 | Permalink

    Ricardo, no Ubuntu eu instalei o pacote plasma-widget-stasks. Aì vc ativa o plugin de miniatura de janelas e adiciona este plasmoid no painel :-)

  3. Ricardo
    Posted janeiro 13, 2010 at 22:19 | Permalink

    Valew brow…deu certo aqui! :)

  4. maycon
    Posted janeiro 15, 2010 at 3:33 | Permalink

    Kra, eu juro que tento usar o kde, mas é muito esquisito pro meu gosto… o gnome é feinho, mas é mais prático… mesmo assim eu ainda gostaria de me adaptar ao kde um dia =)

  5. Posted janeiro 15, 2010 at 13:03 | Permalink

    Fala Maycon. Bom te ver por aqui.
    Então, eu também não tinha tido uma boa experiência com o KDE4 até recentemente. Aqui funciona de forma muito mais fluida do que o GNOME, além de estar dez níveis acima, quando se fala em visual. Mas há coisas, como o OpenOffice, que ficam extremamente feios. Aliás, o OpenOffice é feio :-)

  6. franciscoambrozio
    Posted janeiro 18, 2010 at 11:12 | Permalink

    Legal! Agora falta um “De volta ao bom e velho Slackware”. :)

  7. Posted janeiro 27, 2010 at 15:47 | Permalink

    É, um dia eu volto a instalar o grande Slackware aqui para ver como está. Mas por enquanto o Ubuntu mesmo. Mas o Slackware sempre terá um lugar no meu coração (e uma camiseta no guarda roupa :-))

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: