Fui ao show do Teatro Mágico (!)

Já ouviu falar no Teatro Mágico? Conheci há um tempo atrás por meio da minha irmã.

É uma banda/grupo que apareceu aí na Internet. Fui no show deles que teve aqui em Maringá ontem (27/03/08, matando uma aula de Banco de Dados :-)).

(três pontinhos)

O que mais achei interessante não é o fato de eles não serem somente um grupo musical. Há toda uma questão talvez ativista com o grupo: a de que o conhecimento deve ser livre, tanto que todas as suas músicas estão disponíveis no site.

Os caras tem sua posição em relação à projetos que visam censurar a liberdade e comentaram sobre porque devemos ser contra estes projetos, principalmente contra o projeto do senador Eduardo Azeredo.

Mesmo estando gostando muito do show desde o começo, a primeira vez que me manifestei foi quando Fernando, o vocalista, citou a posição do grupo contra estes métodos de censura e controle. Eu aplaudi, confesso. Aplaudi porque realmente acreditei que mereciam aplausos. Muitos aplausos.

As letras das músicas são muito variadas, desde as mais engraçadas até aquelas de caráter de protesto.

Na saída do show até conversamos com o pai – que estava vendendo camisetas, CDs, adesivos, etc – do vocalista e perguntei se ele achava que é possível fazer música – principalmente a independente – e distribuir pela Internet, contrariando o antigo modelo defendido pelas grandes gravadoras. Ele me disse que é claro e que o Teatro Mágico estava ali também para mostrar isto. E é verdade. É uma banda que faz belíssimas músicas mas que não vive de jabá; não toca nas rádios nem na TV. Mas o salão estava lotado! Como tanta gente queria ouvir suas músicas?

Mas, como ressaltou o pai, para fazer sucesso na era da Internet é preciso de algo chamado talento. Por isso metade dos artistas dos dias de hoje não sobreviverão à “nova era” da música.

Ah sim, minha irmã comprou um DVD e um CD da banda na lojinha improvisada. Ambos são de excelente qualidade  e a preços muito baratos: R$ 10,00 pelo CD e R$ 15,00 pelo DVD. E é CD com encarte, letras, ótima impressão e ótimo material. Comprei também uns adesivos (um real o grande e cinqüenta centavos o pequeno), embora o senhor – o pai do vocalista – tenha nos dado dois adesivos de brinde :-)

E de talento o Teatro Mágico está transbordando. Primeiro, não é somente uma banda musical. Os caras são acima de tudo atores e artistas circenses. No meio do show fazem apresentações, em seus papéis de palhaços, equilibristas e malabaristas, e as apresentações são parte do show e tornam as canções mais belas.

Os caras estão fazendo muitos shows mas ainda sim não estão metidos a estrelas.

Poderia passar meia hora falando do show mas tentei ser breve.

Um vídeo: Xanel nº 5

Ah sim. Embora já tenha dito que este não é um fotolog (odeio fotologs!) vou postar algumas fotos que tirei (na verdade só apareci em duas porque me pediram).

Esta daqui foi engraçada, já que pedi para tirar e o cara não sabia ao certo para onde olhar. Fez algo do tipo “Qual é? É esta daqui?” :-)

Nesta foto acredito que se depois de alguns segundos você até consegue saber que o retardado é o cara da direita (reparem na alça da bolsa da minha irmã que eu estava carregando e da camiseta do Debian, pois foi a primeira que achei no guarda-roupa :-))

E uma com minha irmã também (quando criança eu sabia fazer umas caretas melhores, sabia?):

9 Comments

  1. Posted março 30, 2009 at 12:51 | Permalink

    Detalhe para a camiseta do Debian nas fotos! “Música livre, software livre…” e por aí vai! huahauha

  2. Posted março 30, 2009 at 19:38 | Permalink

    É Rodrigo, a camiseta do Debian foi a primeira que achei na frente. Se tivesse procurado mais teria ido com a do Slackware! hauahua

    Ah, e acabei até faltando na reunião da organização do FLISOL para ir no show, mas já tomei notas com o Maycon. Certamente o show foi melhor que a reunião :-)

  3. Bruno
    Posted março 31, 2009 at 3:06 | Permalink

    Putz!!!! Vai ter mesmo o FLISOL 2009???

    E como apresentar lá? Como faz?

    E que assuntos serão abordados?

  4. Posted abril 1, 2009 at 20:17 | Permalink

    Bruno, se vc é de Maringá, vai sim ter. Se for de outra cidade, dê uma olhada em http://www.flisol.net/FLISOL2009/Brasil e ver se na sua cidade haverá.

  5. Posted abril 2, 2009 at 2:24 | Permalink

    Bom.

    Sou de Mga sim. Mas não vou instalar nada. É para saber do que vão falar (os assuntos).

  6. Posted abril 2, 2009 at 14:15 | Permalink

    Na verdade ainda não decidimos a grade nem quais serão os assuntos. Se você quiser pode até apresentar uma proposta de palestra, pois pelo que vi vc gosta de trabalhar com criação digitar com software livre. Este ano o pessoal estava pensando em fazer algo menos ligado a questão “filosófica” e apresentar palestras sobre usos do software livre, coisas relacionadas a programação (o Rodrigo, do primeiro comentário está pensando em fazer um Dojô. Clica lá).

    No momento eu não estou lá muito por dentro de como anda a organização do evento, pois ainda não definimos várias coisas, como local (será na UEM).

    Se você tiver uma proposta de palestra, fale agora ou cale-se para sempre. Brincadeira :-)

  7. Posted abril 3, 2009 at 0:42 | Permalink

    É que preciso saber de quanto tempo a pessoa dispõe de palestra e o perfil médio dos participantes e da audiência.

    Pois o assunto Computação Gráfica (por exemplo) é amplo pra caramba. Posso abordar o lado matemático (com programação e OpenGL, CUDA, e blá, blá, blá e blá) ou o lado mais “artístico” (iluminação, desenho, modelagem e mais blá, blá, blá e blá) ou ainda o software em si (Blender e mais blá, blá, blá e blá). Entendeu?

    Fui no FLISOL de 2008. Na ocasião (coordenado pelo Noel) assisti a palestra do Hubner e de um garoto “doente” por Slackware.

  8. Posted abril 3, 2009 at 1:51 | Permalink

    hauahua, o garoto doente por Slackware era o Maycon :-) Este ano ele estará lá novamente.

    A palestra dele foi meio que em cima da hora, pois outro cara iria apresentar sobre Linux no desktop mas no dia anterior a apresentação disse que não apresentaria mais. Então o Maycon aprontou a palestra durante uma madrugada inteira… Não pude assistir a palestra dele por estar lá fora distribuindo CDs do Ubuntu e instalando nas máquinas do povo, mas ouvi risadas do auditório :-)

    Você é estudante da UEM, ou algo do tipo? Uma palestra com uma introdução à isso tudo seria interessante. No momento não sei se as palestras já estão definidas, mas é bem provável que não, por isso acho que seria interessante uma palestra de alguém que não é da UEM, pois todos os organizadores por enquanto são de lá.

  9. Posted abril 3, 2009 at 11:06 | Permalink

    Eu sou da UEM. Faço eng de produção – software. Fui no FLISOL ano passado pois quem avisou/convidou sobre foi o NOEL.

    O “doente” Maycon pareceu ser gente boa. Esquece o termo termo “doente” por favor. Usei o termo pois era visível que ele curte muito o Slack.

    Putzgrila!!! Uma intro sobre tudo? Acho que dá. Vamos ver. Nunca pensei fazer a junção dos assuntos. Beleza!

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: