Todo dia é uma lição

Eis que o Gustavo me pediu para pegar uma manga que estava no pé e que ele não alcançava.
Ele ia me contando que ontem havia acertado sem querer duas pombinhas enquanto tentava cutucar a manga com a vara.
Então digo, como qualquer um diria à uma criança, “derrubou sem querer, sei…”
Subo no muro com a vara na mão. Cutuco a manga daqui. Cutuco a manda dali. Não vai.
Então dou uma cutucada mais forte.
Nisso, cai uma pombinha no chão. Devia ser um filhote, pois não conseguia voar, foi meio que planando. Planando direto para a boca do cachorro, que imediatamente corre para o outro não tentar tomar o almoço.
Bizarro. Fiquei com trauma do meu pé de manga.

Anúncios

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: