Dez milhões pelo seu dedo

PQP!

De manhã saio para ir no postinho de saúde. Ainda com relação ao meu dedo.

Aí o médico olha, olha, e finalmente diz que fizeram errado a sutura. A médica que costurou meu dedo costurou superficialmente, quando deveria ter costurado também o tendão, para que ele se regenerasse. Ele até me pediu para informar o nome da médica, mas eu não estava com a receita, e nem queria arrumar confusão. Só quero meu dedo de volta mesmo ;-)

Mas enfim. Erro médico. Caramba! PQP! Ele diz que agora só com cirurgia mesmo. Pergunto quanto tempo demorará, e ele diz para colocarem na urgência. Mas o problema é que a urgência já está com mais de 100 casos. Ou seja: só sairá daqui há – muitos – meses.

Ou seja: das duas uma: ou eu espero por essa merda de sistema público de saúde, que significa me conformar com a situação; ou procuro um médico particular. Neste último caso, existe a questão do dinheiro. Provavelmente ficará mais que mil reais. Por isso que eu amo a Terra Brasilis. E o problema não é tanto o dinheiro, mas o fato de estar gastando dinheiro com uma coisa que não precisava ter acontecido. Um amigo meu – melhor de grana – se ofereceu para ajudar nos custos, mas acho que o orgulho não deixa. Vamos ver como vai ficar.

(…)

Aí eu e minha irmã entramos no site Nostalgiando. Muito legal o joguinho do site. Funciona assim: você ouve o trecho de uma música de abertura de desenho animado, e diz de qual desenho ela é. Caramba! Muito engraçado quando minha irmã se começou a cantar a música do Fly, sendo que ela nem assistia este desenho! Nos matamos de rir. Recomendo este site à todos que tiveram infância nos anos 80 e 90.

(…)

E lá vou eu na UEM. Primeiro no ILG, instituto de línguas, para fazer a inscrição de uma prova de inglês que acontecerá amanhã. Isso para ver se consigo entrar no curso de inglês, mas já estou meio desanimado para isso – embora saiba que não arrumarei um bom emprego sem ter, no mínimo, um bom curso de inglês.

Depois disso vou ao DAA para resolver umas coisas. Aí veio a coisa engraçada. Havia várias pessoas esperando, mas não havia realmente uma fila. E o sistema de senhas não estava funcionando – nunca esteve ;-). Então como sabíamos quando era nossa vez? Simplesmente, ao entrar na sala, perguntar quem era o último. Assim, você sabe que é depois daquela pessoa. Incrível não!

Este é o mesmo princípio de um negócio que em algoritmo chamamos de lista dinamicamente encadeada. Nesta implementação, só o que um elemento “precisa saber’ é qual é o próximo elemento da fila. No nosso caso, bastava saber quem era o anterior. Logo, éramos uma fila dinamicamente encadeada inversa!

Definitivamente estudar algoritmos muda a forma como vemos o mundo.

(…)

E o filme da semana foi: Rain Man.

É um filme de 1988, estrelado por Tom Cruise e Dustin Hoffman. Ganhador de 4 Orcar, conta a história de um homem (Cruise) que, depois de 20 anos, descobre que tem um irmão, mas este é Autista (Hoffman).

Aviso desde já que é um filme “cabeça”, e muitos não vão gostar. Eu, com o meu estranho gosto para filmes, gostei muito.

(…)

Depois, no banco, fui retirar um dinheiro pra minha irmã. Mas o engraçado foi a mensagem que apareceu na hora do saque. Algo como:

“A mega-sena está acumulada em 10 milhões de reais. Espere uns instantes para retirar o dinheiro”.

Pensei: “Caramba, será que tenho bolso para sacar 10 milhões?” hauahuahauhauah

Anúncios

One Comment

  1. tiaggs
    Posted fevereiro 15, 2008 at 0:39 | Permalink

    [revolta]
    Caramba eu processava esta médica, até eu sei que tem que cuidar porque se cortar o tendão ja era, e ela não sabia que p* de medica e essa não sabe costurar um dedo…..
    [endrevolta]

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: