Bom motoqueiro é também bom garupa?

Já tenho a minha carta de habilitação e minha moto há quase dois anos.

Ando quase todos os dias com ela, ora para ir para a UEM, cinema, opa para levar alguém à algum lugar.

Mas vou confessar uma coisa: em todo este tempo, não “andei de garupa” nenhuma vez.

Mas essa “nenhuma vez” acabou hoje ontem.

Isso começou quando fui ajudar na mudança de um vizinho meu. Ele havia me buscado em casa, até o apartamento de onde tiraríamos a mudança. Mas de carro.

Aliás, esses carros novos são muito apertados! Tenho 1,80 de altura e quase não conseguia sentar confortavelmente no banco do golzinho… Acho que é costume de andar em caravan… ;-)

Então ele me levou até em casa de moto. Uma biz 125cc.

Nunca caguei de tanto de medo como dessa vez… É muito estranho. Você não vê nada à sua frente. Deve confiar em quem está pilotando… E quando isso não acontece, você acha que não vai chegar no destino…

Na biz, diferentemente da minha crypton – tá legal, tô mais para motociclista que para motoqueiro -, a parte de ferro onde o garupa segura está presente nas laterais; na crypton não, ela está na parte traseira inteira. Ou seja: Você acha que vai cair, pois não há lugar para segurar…

Eu e o meu medo de cair para trás…. Agora eu sei porque em acidentes de moto o garupa é o que mais se ferra.

Por isso me lembrem de nunca andar de moto-taxi! Não quero chegar em casa parecendo que andei de montanha-russa.

Anúncios

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: